Bebé orangotango vive um ano acorrentado entre duas paredes

Esta é a história de Mingky, um orangotango bebé que viveu durante um ano entre duas paredes de betão, com um espaço de apenas 60 centímetros entre elas.

Infelizmente, o animal passou os dias com uma corrente de ferro curta à volta do pescoço, presa a uma das paredes.

O pequeno foi tirado do seu habitat, nas florestas tropicais da Sumatra, Indonésia, ainda em bebé, ao ser vendido ilegalmente como animal de estimação para fins de entretenimento.

Esta espécie costuma ficar junto da mãe até aos 4 anos de idade, por isso o que aconteceu a este pobre orangotango é inimaginavelmente doloroso.

Felizmente, a situação foi denunciada, e os ativistas dos direitos dos animais do “Orangutan Information Centre” entraram em ação.

Com o apoio das autoridades locais, a equipa de resgate chegou a Mingky, ficando absolutamente devastada ao ver as condições do pequeno animal.

Mingky estava com tanto medo que foi preciso adormecê-lo para lhe tirar a corrente, e dar-lhe a liberdade que ele tanto merecia.

Após interrogar o proprietário, as autoridades descobriram que o macaco lhe tinha sido dado por um amigo. Uma vez que não levantou problemas em devolver o animal, não vai ser processado criminalmente.

“O orangotango teria ficado preso para sempre, mas felizmente a nossa equipa descobriu o que estava a acontecer e ele vai ser levado para um centro de reabilitação, onde poderá recuperar e acostumar-se a outros macacos da sua espécie”, escreveu a Orangutan Information Centre no Facebook.

Quando estiver por fim preparado, os cuidadores pretendem libertar Mingky na natureza, onde poderá ser verdadeiramente livre.