Empregada de caixa com 50 anos está desesperada para mostrar o seu talento, até que crítica de Simon a leva para lá dos limites

Os clientes da Tesco adoravam passar pela caixa de Mary Byrne, a mãe de meia-idade que canta sempre enquanto passa as compras deles.

A voz de Mary é bastante surpreendente e a sua família e amigos encorajaram-na a tentar a sorte num programa de talentos. Mas Mary tinha parado de cantar à frente de grandes grupos quando tinha 28 anos, depois de cair em depressão após um relacionamento fracassado.

Ela duvidava que conseguisse reunir coragem para aparecer na televisão diante de um painel de jurados e um auditório lotado de pessoas. Depois de muita insistência, Mary cedeu e fez o teste primeiro no concurso de canto de televisão irlandesa Nollaig No. 1, que ganhou!

Agora armada de um renovado sentido de valor e confiança, Mary decidiu dar uma oportunidade ao X-Factor. Os quatro jurados – particularmente Simon Cowell – olharam para a mulher de 50 anos e pareceram imediatamente dispensá-la.

Mas ela não ido até ali para desistir. Depois de cumprimentar o público e responder a algumas perguntas dos jurados Louis Walsh, Cheryl Cole, Katy Perry e Simon Cowell, Mary preparou-se mentalmente.

Esta era a oportunidade de uma vida e ela não iria arruiná-la. Ela confessou que sempre quis ser cantora profissional e que ia cantar “I Who Have Nothing”, de Tom Jones.

Louis ficou hesitante com a escolha dela, mas imediatamente após abrir a boca, Mary provou que todos estavam errados.

Mas o que acharam os jurados? Três deles elogiaram-na devido à voz rouca, e então foi a vez de Simon.

Os seus comentários levaram Mary às lágrimas. Ela não conseguiu controlar as suas emoções quando ele começou a criticá-la.

Veja o desempenho dela no vídeo abaixo e diga-nos se concorda com Simon.