Bebé nasce dias depois do limite de aborto das 24 semanas. 9 meses depois, os médicos não conseguem acreditar no que veem

Victoria Bradley estava ansiosa por engravidar e trazer uma linda bênção para este mundo. Por isso imagine a sua alegria e felicidade quando descobriu que estava grávida!

Mas apenas 24 semanas após engravidar, Victoria soube que sua jornada seria muito pouco convencional, pois a gravidez podia ser devastadora se a bebé nascesse demasiado cedo.

Foi uma gravidez emocional, que abalou Victoria completamente, pelo nervosismo de não saber o que poderia acontecer com a sua bebé preciosa.

Poucos dias depois, deu à luz uma pequena menina e os médicos disseram que provavelmente ela não sobreviveria.

A mãe chamou a sua doce e bela bênção de Francesca, sem fazer ideia de que a sua pequena bebé estava prestes a tornar-se um milagre.

A chegada de Francesca foi tão precoce que apenas dois dias antes do nascimento, ela podia ter sido abortada. Embora o seu parto drasticamente prematuro tenha sido um choque para Victoria e os médicos, a mãe já sabia dessa possibilidade.

Observando a bebé, as suas minúsculas mãos e pés fizeram com que as enfermeiras se maravilhassem. Apenas ao olhar para o pequeno corpo delicado dela, Victoria mal podia acreditar que era sua filha.

A mãe manteve-se apertada contra a menina enquanto observava a sua luta durante várias cirurgias e procedimentos médicos. Ela embalou Francesca pele contra pele, o que é recomendado para a saúde de bebés prematuros.

A quantidade de lutas físicas que ocorreram durante os primeiros meses da vida de Francesca tornou difícil acreditar que a pequena pudesse prosperar um dia. Mas depois de meses de doenças e recuperações, veja só como ela está agora.

Francesca é uma lutadora e nem sequer sabe disso. Mas desde o primeiro dia, ela tem sido uma inspiração e a prova que as probabilidades podem ser desafiadas.

Veja o vídeo e PARTILHE!

Loading...