Até mesmo os médicos têm dificuldade em acreditar quando esta mulher de 23 anos dá à luz, apenas algum tempo depois é que começam a entender.

Este caso real é sobre um casal, Becki-Jo Allen, de 23 anos, e Liam Tierny, o namorado, que constituiu uma pequena família em Liverpool após o nascimento de Indiana.

Como o seu objetivo era alargar a família, não couberam em si de contentes ao descobrir que Becki-Jo estava grávida outra vez.

Porém, Becki-Jo começou a ter episódios de náuseas intensas e fortes dores de cabeça, que acabaram por ser explicadas com uma ecografia: o casal ia ter trigémeos!

Loved this scan💙💙💙 it’s scary to think there was 3 😂 #beforethestork4d #triplets #boys #3ofakind

Uma foto publicada por Becki-jo allen (@beckijo92) a

“Foi o maior choque da minha vida! Nunca tivemos trigémeos nas nossas respetivas famílias”, desabafa a jovem.

Now would you have thought I was carrying 3 😂😂😂😂 what the hell #tripletbump #triplets

Uma foto publicada por Becki-jo allen (@beckijo92) a

A gravidez estava a correr bem, quando na 31ª semana de gestação, fase em que os bebés ainda são pequenos, as contrações começaram.

Foi, então, feita uma cesariana que fez nascer Rocco, Rohan e Romain, cada um com aproximadamente 1,5kg.

My boys 💙 #triplets #boys #love #wombmates #love #sleepy

Uma foto publicada por Becki-jo allen (@beckijo92) a

Como não tinham atingido o seu pleno desenvolvimento, ficaram as primeiras 6 semanas na unidade de cuidados intensivos, para poderem ser monitorizados constantemente até atingir um estado que os permitisse ir para casa sem perigos.

Por serem trigémeos monozigóticos, um fenómeno bastante raro que surpreendeu os médicos após analisarem os resultados de um teste de DNA, é extremamente difícil distingui-los.

 

💙💖💙☕️

Uma foto publicada por Becki-jo allen (@beckijo92) a

“Quando dormem parecem todos iguais, mas têm os três o seu próprio caráter e marcas de nascença que os distinguem”, explica Becki-Jo.

Agora com trigémeos e uma filha mais velha, o casal está encantado.